website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Geral

Banco de idéias, porque não?

Ferramenta seria de grande valia no auxílio aos legisladores que matam o tempo fazendo jardim ou jogando paciência no computador

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Banco de idéias, porque não?
Arquivo.net
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Caros Ibiporaneses e eleitores caros, 

    Temos observado ao longo dos últimos anos, salve rara exceções o baixo nível de nosso legislativo e não cabe mais, ficar calado diante de tão grande desperdício de dinheiro público numa das legislaturas mais pífias que já se viu em Ibiporã. É muito dinheiro para pouca representatividade onde os interesses do Executivo, superam os interesses da população.

***

Publicidade

Leia Também:

   Um exemplo disso é a aprovação irresponsável de milhões de reais para projetos de obras que não contemplam o essencial a vida, que é a saúde da população. São milhões jogados em obras desnecessárias enquanto a saúde da população agoniza.

***

E a população parece estar indiferente ao que está acontecendo limitando-se apenas a reclamar da situação. O prefeito por sua vez, faz de conta que não está acontecendo nada e os vereadores fazem de conta que não estão vendo.

***

Quem folga nos milhões desprendidos pelo alcaide, são comerciantes estabelecidos, que possuem condições de pagar planos de saúde, andar de carro zero e bancar campanha eleitoral. Quando não emprega um parente na prefeitura em cargo com gordo salário.

***

Mas o objetivo deste texto, é alertar a população para que reflita na atual conjuntura pelo que passa o município, como o caos que se encontra especialmente a saúde, e a indiferença da maioria dos eleitos para representar a população.  Alguns quando não estão praticando jardinagem, estão jogando paciência no computador... só para ilustrar!

***

E ninguém me contou, assim como este colunista, muita gente já viu.

***

Mas o que gostaria de sugerir aqui e, acredito que seria de saudável contribuição, a criação de uma ferramenta no site do Legislativo Municipal criando um "banco de ideias" que desse espaço para a população sugerir medidas que viessem a contribuir para a cidade.  Porque percebemos que quando um presidente de legislativo se dá ao luxo de passar horas plantando florzinhas e regando a grama do pátio, é porque não há o que fazer.

***

Logo, um banco de ideias onde a população possa dar sugestões, dariam um "up" no nível da prestação de serviço do vereador.  Neste "banco de ideias" o eleitor acessaria através de um cadastro e com uma senha pessoal, poderia deixar sua sugestão.  Esta ficariam acessível a todos quantos visitassem a página. Desta forma, um vereador interessado na pauta, poderia apresentar a mesma em forma de indicação, requerimento, projeto de Lei etc...

***

Outra sugestão seria criar através da Secretaria de Assistência Social, ou até mesmo um Projeto de Lei que instituísse campanha de Incentivo à Doação de Cabelo para Pessoas Carentes em Tratamento de Câncer no município.  O intuito é suavizar a dor de quem sofre com o câncer proporcionando condições de receber uma peruca com cabelo natural para uso durante o tratamento oncológico do paciente.

***

Considerando que a queda dos fios de cabelo é comum em tratamentos oncológicos, e afeta diretamente a autoestima e a qualidade de vida das pessoas acometidas pela doença que muitas vezes ficam parcialmente, ou mesmo totalmente carecas. Uma solução para amenizar o problema seria ofertar estas perucas.

***

As campanha poderiam ser intensificadas durante a última semana de novembro, considerando ser o dia 27 celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer. A campanha  estimularia potenciais doadores, mediante a realização de mutirões e disponibilização em postos de coleta que poderiam eventualmente ter colaboradores voluntários estabelecidos no ramo de cabeleireiros. As perucas seriam ofertadas gratuitamente para pessoas em condição de vulnerabilidade social, vedada qualquer utilização comercial. 

***

Outra sugestão seria a oferta de transporte público coletivo gratuito ou com tarifas reduzidas para alunos universitários cuja renda familar se resuma a três salários mínimos. Hoje são muitos alunos que deixam de fazer curso universitário por falta de condições de bancar transporte coletivo e sem fontes de recursos já escassos para subsidiar os estudos.

***

Lembrando que o transporte é um direito assim como a saúde e a educação. E assim como a saúde e a educação, ele tem que ser bancado por impostos. Além disso, o transporte é aquele que faz com que as pessoas acessem os outros direitos, porque em um país tão desigual quanto o nosso, se as pessoas não tem condição de pagar a tarifa, elas não acessam hospital, não acessam escola pública, não acessam o centro da cidade para procurar emprego, etc... Tarifa zero para jovens universitários de famílias carentes já é realidade em 30 municípios no Brasil.

***

Outra coisa. Município como Ibiporã que possui empresa privada que explora estacionamento rotativo, teria obrigação de ter seguro obrigatório para garantir danos aos veículos, furtos de objetos de seu interior e até mesmo, contra roubo e acidentes. Um projeto pode ser proposto por qualquer vereador prevendo, por exemplo a cobertura de até R$ 50 mil reais.

***

Proibir empresas que prestaram serviço de porco ao poder público, (como no caso do assentamento de pavers) que requisite além do valor licitado, novas medições e emendas bem como torná-las impedidas de contratar novamente com o poder público. Medida esta que pode culminar no desvio de verbas de erário.

***

Instituir a criação de uma Farmácia Veterinária Popular que possa receber doação de remédios para animais de rua e um canal de doação e animais perdidos em site oficial da prefeitura, pois hoje vemos grande número de animais abandonados, doentes precisando de primeiros socorros.  E a única coisa de concreto que se vê no município é "só balela".

***

Propor a implantação do ensino de libras nas escolas, de forma simples usando uma escola como plano motor e fazer dela um modelo de inclusão.  Contratar intérpretes de libras para a TV da Câmara Municipal assim como nas lives de autoridades como o prefeito. A Comunidade surda precisa ser respeitada como cidadãos, é só acontecerá quando nossa cidade for acessível de verdade.

***

Criar uma Lei que proíba a comercialização de cães e gatos nos Pet Shops da cidade. A medida visaria combater os maus tratos que esses animais sofrem em criadouros clandestinos, onde são forçados a se reproduzir constantemente para a venda de filhotes.

***

Proibir que pessoas condenadas por agressão a mulher e condenados em casos de corrupção possam assumir cargos públicos, seja comissionado ou não, essa ideia visa combater a violência a mulher e casos de corrupção, se a pessoa já foi condenada por corrupção, não faz sentido ela trabalhar na esfera pública, se aprovado essa ideia, será um grande progresso para a cidade.

***

Considerando que temos vários maus exemplos de conhecimento público em nosso município, no serviço municipal em cargo comissionado, no legislativo e até no judiciário. Aliás, ainda tem gente gozando dessas benesses acoitado por grupo político no poder. Cadê a vice prefeita que quer a cadeira mas não sai em defesa dos direitos da mulher?

***

Questionar por exemplo, a empresa opera o transporte público da cidade, o que resulta em passagens caras, e nenhum melhoramento nos ônibus. Um exemplo disso são os carros utilizados pela TIL na linha Cambé/Ibiporã via avenida dos estudantes. Carro velho, sujo, faltando a maioria dos assentos, espaço reservado a cadeirantes depredado, sem cinto de segurança, sem falar na superlotação principalmente à tarde entre as 14h00 e 17h00. Passagem cara e o povo vai em pé. Sem falar na demora de intervalo entre as viagens.

***

 Fazer constar no site oficial do município "Câmara e Prefeitura" informações de cunho legal  de como um cidadão pode apresentar um pedido de impeachment no caso de ser constatado alguma ação/atitude inconstitucional ou que fugir as atribuições do cargo, como por exemplo por crimes de responsabilidade, por parte das autoridades públicas representantes dos poderes Judiciário, Legislativo e Executivo. O acesso a informação e como participar dos processos políticos é um direito dos cidadãos, e fundamental para a democracia. Qual vereador irá propor?

***

 

 

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!