website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024

Regional

Pedágio no Paraná: Consórcio vencedor do lote 2 pede adiamento da assinatura do contrato

Consórcio Infraestrutura PR venceu leilão do lote 2 em agosto deste ano. Assinatura, que estava prevista para janeiro, ficou para 2 de fevereiro de 20

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Pedágio no Paraná: Consórcio vencedor do lote 2 pede adiamento da assinatura do contrato
Arquivo
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    O Consórcio Infraestrutura PR, pediu a prorrogação do prazo para a comprovação de atendimento de condições à assinatura do contrato de concessão do lote 2 de rodovias do Paraná. Entenda mais abaixo. Quando o lote 2 foi leiloado, o Governo do Paraná divulgou a previsão de assinatura do contrato de concessão para 26 de janeiro de 2024. Com o deferimento do pedido, a assinatura será feita em 2 de fevereiro de 2024. 

   O pedido de prorrogação foi apresentado à Comissão de Outorga, deferido e publicado no Diário Oficial da União, na terça-feira (12). O lote do pedágio foi arrematado pelo grupo em leilão de concessão rodoviária realizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e pelo Ministério dos Transportes, em agosto deste ano. Na ocasião, o consórcio ofertou um desconto de 0,08% nas tarifas de pedágio estipuladas no edital.  Em nota, o Governo do Paraná informou que aguarda a finalização dos processos para início das concessões do lote 1 e 2, para que possam ter inícios os projetos das obras previstas, com investimento de R$ 18,7 bilhões. "Até lá, o Governo Federal segue realizando a manutenção de suas rodovias, como a BR-277, BR-376 e BR-369, e o Governo do Paraná permanece prestando serviço de guincho mecânico leve e pesado e de operação de tráfego rodoviário nas rodovias do antigo Anel de Integração", concluiu.

   Também em nota, ANTT disse que o procedimento de prorrogação está previsto no edital de leilão, e que "está dedicada para garantir o bom andamento do processo até a entrada da concessionária nas vias". Em novembro deste ano, também foi aprovado o adiamento da assinatura do contrato do consórcio Infraestrutura Brasil Holding XXI S.A, vencedor do lote 1. Na ocasião, o grupo também alegou que pediu a prorrogação do prazo para a comprovação de atendimento de condições à assinatura do contrato de concessão do lote 1 de rodovias.

Publicidade

Leia Também:

   Abrangência do Lote 2 O lote compreende 605 km de rodovias, com trechos da BR-153, BR-277, BR-369 e das rodovias estaduais PR-092, PR-151, PR-239, PR-407, PR-408, PR-411, PR-508, PR-804 e PR-855, abrangendo as regiões de Curitiba, Litoral, Campos Gerais e Norte Pioneiro. No lote 2, de acordo com o Governo do Paraná, serão sete praças de pedágio nos seguintes trechos: São José dos Pinhais (BR-277) Carambeí (PR-151) Jaguariaíva (PR-151) Sengés (PR-151) Quatiguá (PR-092) Duas em Jacarezinho (BR-153 e BR-369). Lote 2 dos pedágios do Paraná soma 604 km de rodovias Reprodução/Arte/RPC Obras O edital prevê que as sete praças de pedágio do lote 2 sejam restauradas e modernizadas.

   Além disso, o edital prevê 356 km em obras de duplicação, 79 km de faixas adicionais, 38 km em vias marginais. O projeto contempla, ainda, 55 passarelas e 150 paradas de ônibus. A ANTT afirmou, também, que as rodovias deverão ter inovações tecnológicas que incluem áreas de escape e iluminação inteligente (LED). O edital prevê, ainda, que seja disponibilizado pontos de parada para descanso de caminhoneiros. Segundo o governo estadual, entre as obras previstas no lote 2 estão: Faixas adicionais na BR-277 entre Curitiba e Paranaguá; Correção de traçado do km 40 ao km 43 da BR-277; Duplicação da BR-277 entre o viaduto da Avenida Ayrton Senna e a ponte sobre o Rio Emboguaçu; Duplicação da PR-407 entre Paranaguá e Pontal do Paraná. Duplicação da PR-092 entre Jaguariaíva e Santo Antônio da Platina; Duplicação da PR-151 e PR-239 entre Piraí do Sul e a divisa com São Paulo; Duplicação da BR-153 entre Santo Antônio da Platina e Ourinhos; Duplicação da BR-369 entre Ourinhos e Cornélio Procópio.

FONTE/CRÉDITOS: g1/PR
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!