website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024

Política

Após descumprir resolução, comissão provisória do Podemos de Londrina é destituída

Com a destituição do partido, automaticamente Vereadora Mara Boca Aberta e seu filho são desfiliados

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Após descumprir resolução, comissão provisória do Podemos de Londrina é destituída
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    A comissão provisória do Podemos de Londrina, que tinha o vice-prefeito João Mendonça como presidente, foi destituída pela executiva estadual. A decisão envolve a filiação da vereadora Mara Boca Aberta e do seu filho Guilherme Petriv.

À FOLHA, o presidente estadual do Podemos, Gustavo Castro, afirma que a destituição ocorreu porque a comissão de Londrina descumpriu uma resolução que determina a consulta da executiva estadual quando há o pedido de filiação “de algum mandatário ou pessoa de notório conhecimento público”.

 

“O que acontece é que a executiva estadual não foi consultada sobre o pedido de filiação da vereadora Mara Boca Aberta e também do seu filho Guilherme Petriv. Isso é um descumprimento da resolução muito importante para a gente”, alega Castro. 

Publicidade

Leia Também:

Por outro lado, Mendonça afirma que só teve conhecimento da resolução do partido "depois do acontecido", e que isso não justifica o movimento da executiva estadual. O vice-prefeito também pontua que "muita coisa não foi explicada" quando ele se filiou ao Podemos, e que apoiou a entrada de Mara na legenda.

"O partido é uma coisa plural, uma coisa pública, e depois que a pessoa se presta a entrar em um partido, ela vai trabalhar pelo partido”, pontuando que a agremiação precisa ser feita de forma aberta, e não “fechada para o grupo que eu quero escolher”.  Mendonça ainda acrescenta que a comissão provisória tinha validade até novembro deste ano e que não vê motivos para a destituição.  “Afinal de contas, o Podemos praticamente não existia em Londrina, de repente o vice-prefeito da cidade se filia, de repente eles ganham um deputado. O partido cresceu um pouquinho na cidade, com muito trabalho, com muita perseverança”.

Imagem

"Eu gosto de construir partido, de viver e fazer política sem perseguição, sem discriminação sem fazer aquela coisa que, esse eu aceito, esse eu não aceito. O partido é um órgão aberto, todo mundo pode se filiar, todo mundo pode sair. Não há justificativa. Ele pode argumentar o que ele quiser", acrescenta. Castro afirma que vai se reunir em Londrina com lideranças do partido como o deputado Luis Carlos Hauly "para que a gente encontre uma solução para esse problema. Mendonça diz que vai conversar com o presidente estadual para ver "o que o partido quer".  Em consulta ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a Folha confirmou que a vereadora Mara Boca Aberta segue filiada ao Podemos em situação "Regular". Mas, consta o lançamento da desfiliação. Ela conversou com a reportagem na última terça feira 9 e garantiu estar filiada além de afirmar não ter sido comunicada pela legenda até o momento.
NOTA DA REDAÇÃO: E fica uma pergunta no ar. Onde está a poderosa presidente do "Podemos Mulher" do Paraná que ainda não se manifestou publicamente sobre essa questão em Londrina?
 
FONTE/CRÉDITOS: Douglas Kuspiosz - Especial para a Folha
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!