O time treinado por Paulo Victor Gomes terminou a primeira fase na liderança do Grupo 28, com sete pontos, empatado com o Água Santa. O Verdão, no entanto, garantiu a ponta pelo melhor saldo de gols. Batendo o Mauá por 4 a 0 na segunda fase, triunfando por 3 a 0 sob o Atlético Goianiense nas oitavas, vencendo o Internacional por 2 a 1 nas oitavas e o Oeste por 5 a 2 nas quartas e o São Paulo na semifinal, até chegar ao clássico da saudade desta terça-feira.

O JOGO

    Sem nenhum atleta positivo para Covid-19, os desfalques alviverdes para esta partida foram apenas o zagueiro Michel e o atacante Daniel, que seguem se recuperando de lesão.

    Com isso, Paulo Victor Gomes conseguiu escalar um Palmeiras tido como ideal diante do Atlético. Com Endrick iniciando entre os onze, o jovem e Gabriel Silva comandaram o ataque, com Giovani e Jhonatan abertos na criação de jogadas. Vitinho ficou no banco, sendo a única alteração em relação a escalação da partida diante do Internacional.

Escalação do Palmeiras

    Aos 11 minutos, foi a vez de Jhonatan fazer boa jogada pela esquerda e virar a bola para Giovani, na direita. O camisa viu o goleiro Diogenes adiantado e só tirou do arqueiro, para vibração dos 30 mil palmeirenses na arquibancada do Allianz Parque.

    Gabriel Silva também deixou o dele. Aos 15’, o camisa 10 e artilheiro da base em 2021 cobrou falta na medida e ampliou. 3 a 0. Era o rolo compressor palmeirense não dando chances ao time santista na grande final.

   O Palmeiras voltou ligado na segunda etapa. Pressionando na intermediária ofensiva, o Verdão não dava espaço para o adversário. O Santos até chegou a finalizar, mas sem perigo.  Aos 7, Vanderlan cruzou na medida para Gabriel Silva completar e marcar o quarto. O time continuou em cima e perdeu chances de ampliar. Gabriel Silva, Endrick e João Pedro, duas vezes, tiveram boas oportunidades. O Santos até tentou com Ed Carlos, mas novamente não conseguia emplacar nenhuma pressão. O Palmeiras sobrava em campo.

   Só administrando a bola, trocando passes e sendo vertical, o Palestra administrou até o apito final. Aos 47, o arbitro encerrou o jogo. O Palmeiras se sagrou campeão da Copinha 2022.

O CAMPEONATO

   O Palmeiras chegou à Copinha embalado pela quinta conquista consecutiva do Campeonato Paulista Sub- 20. No último dia 22 de dezembro, o time se sagrou campeão da competição estadual após vencer o Mirassol por 1 a 0, fora de casa, e conquistar um 3 a 0 no placar agregado. Ao todo foram 24 jogos disputados na competição, com 17 vitórias, cinco empates e duas derrotas, além de 68 gols marcados e 18 sofridos.

    Com o título, o Verdão entra de férias na categoria Sub-20 e retorna em campo apenas em março, pela Copa do Brasil. Marcando o final da temporada da base, Pedro Bicalho, Lucas Freitas e Lucas Sena não podem mais atuar no time após a Copinha, por terem estourado a idade limite.