website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Local

Sinalização de 'Pare' após faixa de pedestres gera confusão no trânsito em Ibiporã

Para respeitar a indicação de PARE, carros acabam parando sobre a faixa de pedestres, o que é considerado infração média

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Sinalização de 'Pare' após faixa de pedestres gera confusão no trânsito em Ibiporã
Marcelo Carinatto/WhatsApp
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

     Mais uma vez, a sinalização viária em rua de Ibiporã torna-se motivo de discussão. Desta feita a sinalização na rua Duque de Caxias executada com a sinalização de parada obrigatória, depois da faixa de pedestre foi o motivo.  O mesmo já tinha ocorrido na avenida Paraná, após a execução da rotatória na confluência da rua Clotário Portugal porém corrigida posteriormente. Segundo o departamento de trânsito esta sinalização em questão está correta, se observarmos que há uma linha de retenção que define a preferência nesse local que localiza-se antes da faixa de pedestre.

   Por outro lado o "pare" depois da faixa, neste local específico tem o objetivo de preservar  a segurança, no sentido de quem vai acessar a avenida engenheiro Beltrão à direita, ou contornar a rotatória sentido retorno ao centro.  Ou seja, não há regra específica que a parada obrigatória se dê antes da faixa de pedestre.  Ela é aplicada na medida em que as condições de trânsito e o local exigem, como na recém executada sinalização na rotatória da avenida Rio Branco no cruzamento com a avenida Leste Oeste em Londrina.

    As linhas de retenção nos dois sentidos e as marcas transversais ordenam os deslocamentos frontais dos veículos e os harmonizam com os deslocamentos de outros veículos e dos pedestres, assim como indicam que os condutores devem reduzir a velocidade naquele local. Elas tem o objetivo de indicar as aproximações de interseções sejam elas dotadas de semáforos no cruzamento ou não, e antes das faixas para a travessia de pedestres ou em locais onde houver necessidade por questões de segurança. 

Publicidade

Leia Também:

Assim como Ibiporã, sinalização de PARE em Londrina, encontra-se depois da faixa de pedestres antes da rotatória

   Aproveitando o gancho, o vereador Rafael Eik Ferreira, está apresentando uma indicação ao chefe do Executivo pela necessidade de sinalizar com faixa de pedestre na Avenida dos Estudantes no cruzamento com a Rua Sete de Setembro.   O pedido se faz necessário "por ser ponto de saída da Escola Municipal Rotary Clube, a ausência de uma faixa de pedestre adequada nesse cruzamento representa risco para os munícipes, especialmente para os estudantes em horários de maior fluxo de veículos e pedestres, como os de início e término das atividades escolares e comerciais", justifica o vereador.    A sinalização adequada proporcionará um local seguro para a travessia, diminuindo a probabilidade de acidentes e promovendo a conscientização dos motoristas sobre a importância de respeitar o espaço dos pedestres. 

Não observação de sinalização provoca acidente

    A não observação de sinalização no cruzamento das ruas Primeiro de Maio e Carlos Cavalcante na região central de Ibiporã provocou um acidente de cinemática impressionante esta manhã.  A rua Carlos Cavalcante é mão para quem sobe no sentido avenida Santos Dumont, ao passo que a Primeiro de Maio, é mão única sentido centro. O cruzamento é bem sinalizado, inclusive com quebra molas na esquina onde faltou atenção para os condutores.  A colisão provocou um tombamento de um dos veículos, sendo necessária a intervenção do SIATE no local.  Vale lembrar que há poucos dias, um outro acidente com as mesmas características ocorreu no cruzamento da rua Manoel Martins com a rua Padre Vitoriano Valente, envolvendo um Ford K e um Peugeot 208.  Apesar dos danos de monta considerável, ninguém teve ferimentos com gravidade.

 

 

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Redes Sociais
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!