Folha Regional On line

Notícias MEIO AMBIENTE

Cavalos soltos continuam sendo ignorados pela administração municipal

Nem mesmo os animais invadindo o pátio da prefeitura, foi tomado providência

Cavalos soltos continuam sendo ignorados pela administração municipal
Whatsapp/SevM.com/Folha Portal
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

     O assunto já virou carne de pescoço, mas ninguém resolve. É um assunto muito complexo. Deve ser mesmo um grande desafio o município tomar providências dado a quantidade de animais de grande porte soltos pelas ruas. Só na região do Jardim Cinquentenário, é possível ver vários animais caminhando juntos pelas ruas e revirando o lixo em frente as residências.  

      Na região central, próximo a avenida André Sert, também é possível encontrar animais pelas imediações. Enquanto em Londrina, o Prefeito Marcelo Belinati resolveu o problema colocando em prática uma decreto municipal que prevê o recolhimento destes animais e levando-os para um sítio, que é de uma empresa terceirizada da SEMA. Aqui em Ibiporã o prefeito sequer se dá ao trabalho de manifestar-se a respeito. Até mesmo a prefeitura já foi invadida há pouco por três destes animais.  Em Londrina os animais recolhidos pela prefeitura são encaminhados para posterior doação para os agricultores já cadastrados pela Secretaria”, segundo informou o secretário municipal de Meio Ambiente, Gilmar Domingues Pereira. “Somente este ano, já registramos três óbitos envolvendo cavalos e motoristas”, ressalta.
     Mesmo com as apreensões, Pereira informou que nenhuma multa foi aplicada aos donos dos animais, porque o decreto 1.544/2017 não prevê infração, proibindo apenas a “criação, trânsito e manutenção de animais de grande porte na área urbana de Londrina”. “No caso do carroceiro devidamente cadastrado na CMTU, nós podemos promover a devolução deste animal. Ainda estamos em um trâmite interno, administrativo, vamos ver o que a gerência de fiscalização vai apontar como possibilidade para realização dessa devolução”, completou o secretário. Ainda segundo o decreto, “a doação de animais somente se dará às propriedades rurais, instituições de ensino ou assistência social e entidades de proteção animal”.

     Desde o início do ano, informou Pereira, já foram apreendidos 50 cavalos.  Pois é, enquanto Londrina cuida de seus animais de grande porte,  por aqui os cavalos continuam suas rondas pela cidade. Na semana passada um acidente envolvendo um animal e uma motocicleta na região do Jardim Bom Pastor, quase provocou uma tragédia. O prefeito deve estar esperando alguém perder a vida para tomar providências. Se até hoje, nem o centro de zoonoses o qual recebeu meio milhão para fazê-lo há 10 anos atrás, não o fez. Que dirá cuidar de cavalos.

FONTE/CRÉDITOS: Whatsapp/SevM.com/Folha Portal
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!