website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024

Local

Vereadora Maria Galera atribui a Secretaria de Agricultura, Ibiporã ficar fora do "Castra Pet" Paraná

Em ano de reeleição, vereadora pede que prefeito aumente o número de guias para castrações mensais

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Vereadora Maria Galera atribui a Secretaria de Agricultura, Ibiporã ficar fora do
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

  Com tantos deputados aliados do prefeito José Maria Ferreira, e seus vereadores de cabeceira, até hoje não apareceu nenhum com disposição para oferecer uma emenda mínima de R$ 500 mil reais para a castração de animais em Ibiporã. Este bom exemplo foi dado pela vereadora paulista Tatiane Lopes (Podemos), que invés de cuidar de jardim, correu atrás do deputado estadual Bruno Zambelli (PL-SP) que destinou emenda parlamentar no valor de R$500 mil para a castração de cães e gatos de Limeira. "Uma boa política de castração faz com que toda uma população seja atendida", diz a vereadora que por certo, não deve se valer de guias de castração para fazer política.

    Logo a vereadora em questão e seu deputado tem discurso para pleitear a reeleição: "Tenho compromisso com as pautas que visam transformar a vida da população do estado de São Paulo. Fui eleito para buscar boas políticas e a causa animal é uma pauta extremamente importante, pois traz benefícios para as pessoas e para os animais. Limeira pode continuar a contar com meu mandato", disse o deputado.

   O assunto é de relevante importância, dado ao fato que só agora, no último ano de mandado, a vereadora Maria Galera, rasga o verbo e culpa a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, na não contrapartida exigida no convenio do programa CastraPet - PR. Deste modo, deixa transparecer que deva estar descontente com o prefeito e o secretário que deixou de investir na contrapartida exigida no convenio, a qual classificou de "erro".  Mas porque só cobrou agora? E tem mais...cobra o prefeito para que dê um jeito de atender a demanda na procura de guias em seu gabinete. A questão é...porque é a vereadora quem define para quem libera ou nega as castrações conforme denúncias que já foram apresentadas por várias pessoas que a procuram, inclusive na Promotoria?

Publicidade

Leia Também:

   Maria Galera, agora pede ao prefeito que promova com recursos próprios, destinados e consignados no orçamento vigente a ampliação das castrações, seja através de companha especifica, seja através de convenio especifico ou aditivando-se o contrato vigente com a empresa prestadora desses serviços em nossa municipalidade. E qual é esta empresa? A quem pertence?  Porque só agora a preocupação faltando sete meses para a eleição? 

   É fato que o assunto é pertinente, considerando-se a alta demanda constatada pelo gabinete da vereadora.  Ela justifica que " não mede esforços no sentido de promover de modo célere a castração de cães e gatos, machos e fêmeas, como medida de controle populacional dos mesmos, sendo que a castração como demostrado por diversos estudos é a medida mais acertada e sem sombra de dúvidas a mais coerente a ser efetivada pelo município, considerando-se que conforme legislação pátria os animais errantes são de responsabilidade do ente federado", e outros blá-blá-blá... 

    Entretanto o que se cobra, é transparência nestas ações, inclusive nos critérios adotados para a concessão de guias, fato este questionado junto à Promotoria, uma vez que a fila de espera, não anda, segundo a denunciante. Por outro lado, a vereadora que responsabiliza a secretaria por Ibiporã ficar fora da primeira fase do Castra Pet-PR, requer um aumento no número de guias a serem dispostas mensalmente e custeadas pelo município.  Ou seja, a população vai continuar pagando pelo suposto programa de campanha da vereadora, ou vai haver transparência na distribuição destas guias para quem já está cadastrado? Perguntar não ofende!

    Para concluir, o programa Castra+Limeira iniciou com a emenda de R$1 milhão enviada pelo deputado federal Miguel Lombardi (PL-SP) e no dia 17 de dezembro completou um ano. “Já foram realizadas cinco mil castrações e a nova emenda parlamentar vai garantir que outros milhares de cães e gatos também sejam beneficiados”, concluiu a vereadora paulista.

 

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!