website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024

Local

Tarumã recebeu Campeonato Brasileiro de Judô neste fim de semana

Judoka Augusto Semprebom, foi um dos árbitros da federação escalados para os embates do evento

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Tarumã recebeu Campeonato Brasileiro de Judô neste fim de semana
Divulgação/FPJ/André Anjos
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

     O judoka e vereador Ibiporanense, Augusto Semprebom foi convocado pela Federação Brasileira de Judô para fazer parte do corpo de árbitros para o Campeonato Brasileiro de Judô ocorrido em Curitiba neste final de semana. O evento ocorreu no sábado e domingo (6 e 7) no Complexo Esportivo Tarumã, principal palco de competições do Governo do Estado.

O Campeonato Brasileiro de Judô - Regional 5, envolve competidores de quatro estados: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo. Ele antecede o Paraná Combate, evento de lutas promovido pela da Secretaria estadual do Esporte e que neste ano acontece em Pato Branco, em setembro.

Publicidade

Leia Também:

   "Mais de 600 atletas estiveram competindo nas categorias sub-13, sub-15, sub-18, sub-21 e sênior. São Paulo e Paraná foram representados por 162 atletas cada, Santa Catarina por 158 e o Rio Grande do Sul por 137. No sábado, entram no tatame as categorias Sub-18, Sub-13 e Sênior. No domingo, foi a vez do Sub-15 e Sub-21, finalizando o evento que teve entrada gratuíta", relatou Semprebom. 

    Augusto Semprebom que é além de atleta, árbitro federado lembra que "a competição converge com as ações de políticas públicas para a área esportiva no Paraná. O ano de 2024 tem um calendário bem ativo e está tudo interligado, dentro da engrenagem da área do esporte, que envolve a participação e a organização em parceria do Governo do Estado, por meio da SEES- Secretaria Estadual de Esportes, com a Prefeitura de Curitiba e a federação de judô. Este é o tripé básico, sendo que o Estado entra com a estrutura do grande palco esportivo que é o Tarumã”, observou.

    O secretário do Esporte, Lazer e Juventude de Curitiba, Carlos Pijak, destacou que a realização de grandes torneios e a presença de grandes atletas ajudam a consolidar Curitiba como capital do esporte. “Movimenta a economia, a rede hoteleira, a contratação de serviços necessários para realizar o evento, a área da alimentação e da hospedagem”, afirma. “É fundamental enfatizar essa parceria com o Governo do Paraná, que também está na mesma dinâmica, de desenvolvimento esportivo, movimentação econômica e transformação social”.  Grandes nomes do Judô, de renome internacional, inclusive com participação em Olimpíada marcaram presença.

    O estado de São Paulo foi o grande campeão geral da competição com 52 medalhas de ouro, 40 de prata e 32 medalhas de bronze demonstrando que ainda é o maior polo de praticantes de Judô no país. Em segundo lugar, o Rio Grande do Sul, que finalizou a competição com 59 medalhas (14 ouro, 14 prata e 31 bronzes).  Paranaenses arrebataram 67 medalhas sendo: 13 medalhas de ouro, 14 de prata e 40 de bronze, ficando em terceiro lugar na competição.

DESEMPENHO PARANAENSE

Do total de 67 medalhas, 36 foram conquistadas pelas meninas (53%). No Sub-13, a única campeã do Paraná foi Gabrielle Santana (-52kg), da academia Judô Lemanczuk Jr. No sub-15 foram duas conquistas: Luiza Tavares (-44kg), da Academia Municipal de Judô Pinhãoense, e Rafael Lima (-81kg), da Associação Esportiva Juventus, de Cascavel.

A grande campanha paranaense ficou no sub-18, com cinco medalhas de ouro. Ana Costa (-63kg), Daniela Yokoyama (-57kg) e Nycolly Carneiro (-48kg) foram as campeãs no feminino, enquanto João Lira (-60kg) e Ramon Correa (-66kg), ambos da Sociedade Morgenau, de Curitiba, venceram no masculino.

No Sub-21, Ana Costa (-63kg), da Sociedade Morgenau, e Gustavo Milano (-81kg), da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), foram os únicos ouros do Estado. Ana Camargo (-78kg) foi a única paranaense campeã da categoria sênior.

PARANÁ COMBATE – A competição em Pato Branco, de 11 a 15 de setembro, envolve, além do judô, outras nove modalidades: boxe, capoeira, jiu-jitsu,, karatê, kickboxing, kung-fu, muay thai, taekwondo e wrestling. O Paraná Combate é realizado em parceria com as federações das modalidades. As duas primeiras edições (2021 e 2022) aconteceram em Londrina. Ano passado, Cascavel sediou o torneio, com a participação de 2.268 atletas.

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Hatsue Kajihara/De Curitiba
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!