website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Local

Sem manutenção, brinquedos na Praça Pio XII oferecem risco de acidente com gravidade

Situação do gira-gira requer imediata retirada da praça antes que mutile o pé de uma criança

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Sem manutenção, brinquedos na Praça Pio XII oferecem risco de acidente com gravidade
Divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

   Brinquedos instalados na Praça Pio XII no centro de Ibiporã estão colocando em risco a integridade física de crianças, ou seja, comprometendo a segurança delas, de acordo com os relatos de frequentadores. A principal reclamação de usuários refere-se ao fato de os equipamentos estarem sem manutenção e um deles, pode a qualquer momento, mutilar o pé de uma criança.

    O conhecido brinquedo Gira-gira, está com o piso rompido e apresenta um buraco enorme. O brinquedo vira num eixo central que é sustentado por vigas transversais abaixo do piso.  Se durante a ocupação do brinquedo (e que as crianças empurram para embalar velocidade) uma delas escorregar e cair com o pé no buraco,  pode ter o pé decepado pela viga abaixo ou mesmo pela tela de aço perfurada.  Tal brinquedo carece de interdição imediata, e estamos dando ciência do fato ao Ministério Público.

Publicidade

Leia Também:

   Outro brinquedo cuja estrutura sustenta as gangorras estão igualmente sem manutenção. Os pés de sustentação já encontra-se torto e mal assentado. Na medida em que as crianças brincam o mesmo se desloca. Há alguns meses, quando foi instalada uma gangorra para cadeirantes, já denunciamos aqui que o mesmo brinquedo vinha sendo utilizados por marmanjos onde vários deles subiam nas cadeiras e ao balançarem com sobrepeso, os parafusos de sustentação mal dimensionados pela carga exercida, já haviam quebrado no segundo dia. Até hoje está sem manutenção e na medida que balançam, a estrutura se arrasta pelo calçamento. Ninguém na prefeitura observa isso?

  Além disso, boa parte de outros passatempos apresentam péssimo estado de conservação. O espaço público é um dos únicos na cidade dotado de brinquedos e, por isso, é bastante usado por crianças, principalmente, aos finais de semana.  Preocupado com a falta de manutenção dos divertimentos, um cidadão nos procurou para denunciar o descaso da administração com a situação. Sugere que o Ministério Público seja cientificado da situação e cobre da administração o contrato de compra com a empresa que vendeu, forneceu ou doou os brinquedos. Que a administração também seja notificada pela falta de conservação. Caso os equipamentos estejam na garantia e que se cobre quais medidas serão adotadas para resolver o problema antes que um acidente grave aconteça.

A solicitação visa evitar uma tragédia anunciada tendo em vista o iminente risco de acontecer algum tipo de acidente contra as crianças que frequentam aquele espaço público de lazer. Ainda, na opinião dele o ideal mesmo seria o Poder Executivo providenciar a troca dos brinquedos. “Trata-se de uma situação perigosa e, portanto, depois a administração local não pode alegar desconhecimento para não tomar as providências cabíveis, necessárias e urgentes”, finalizou.

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!