website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Local

Promotoria vai investigar  pagamento de auxilio funeral pela Prefeitura de Ibiporã

Secretaria de Assistência Social é suspeita de pagar “supostos enterros” sem processo licitatório

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Promotoria vai investigar  pagamento de auxilio funeral pela Prefeitura de Ibiporã
Arquivo.net
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    Se o defunto é fantasma, ou se a remuneração de supostos enterros é verdadeira, somente uma profunda investigação do Ministério Público poderá apontar.  Já não bastasse o “esquema de venda de túmulos” descobertos recentemente pela Justiça, agora sugem suspeitas de que outra modalidade de crime possa estar supostamente ocorrendo.

   Os detalhes do assunto correm em sigilo de Justiça porém, fato é que chegou até a Promotoria de Ibiporã que instaurou o inquérito 00178.23.001267-2 no último dia 05, terça feira passada. 
    A investigação visa  levantar informações e documentos que justifiquem pagamentos sem licitação para serviços funerários em Ibiporã.  O objeto de investigação deve apurar supostas irregularidades na contratação e no pagamento de serviço funerário para uma empresa da cidade, pela Secretaria Municipal de Assistência Social comandada por Ester Rosana de Moura Costa.  

   Segundo o resumo da nota oficial no Diário Oficial do MP, as supostas irregularidades estariam ocorrendo no custeio de benefício eventual de auxilio funerário, sem a realização do exigível processo licitatório. O auxílio funeral é destinada para pessoas de baixa renda ou que estão inscritas em programas sociais do CRAS.  Não há ainda maiores informações sobre quantos sepultamentos, ou repasses desta modalidade tenham sido feitos em caráter social ou se estes realmente existiram. A investigação visa também levantar valores e quem teria sido beneficiado. De qualquer forma a dispensa indevida de processo licitatória incorre ao agente público a prática de improbidade administrativa.

Publicidade

Leia Também:

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/MinistérioPúblico
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!