Folha Regional On line

Notícias LOCAL

Prefeitura aguarda acidente com vítimas para tomar providências?

Vereadores voltam a cobrar posição do Executivo para resolver o recorrente problema

Prefeitura aguarda acidente com vítimas para tomar providências?
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

    A presença de animais soltos nas vias públicas de Ibiporã é problema recorrente e aparentemente levado ao descaso pela adminbistração municipal. Já são várias denúncias e pedidos de providência e, no entanto, os animais continuam sendo vistos caminhando tranquilamente pelas ruas, praças e até à margem da BR-369 no perímetro urbano oferecendo risco de grave acidente. Há pouco, até mesmo o pátio da prefeitura foi invadido  por três cavalos e, ainda assim, continuam soltos sem nenhuma providência, seja dos proprietários, seja do poder público. Na manhã de ontem, novamente animais foram vistos na área central. 


Prefeito quer ver cenas como esta em nosso perímetro urbano? Dois mortos.   

    Dados da Polícia Rodoviária Federal mostram que, do início de 2017 até junho de 2019, 5.216 acidentes nas rodovias federais envolveram o atropelamento de animais, com 263 mortos e 3.222 feridos. “No mesmo período, 105.110 animais foram recolhidos, média de aproximadamente 115 por dia”. Mas vale ressaltar que, destes números, nenhum dos animais aprendidos aconteceu em nosso município. Aqui eles vivem livres, leves e soltos porque a prefeitura não encontra um local para alocá-los ou não consegue identificar os proprietários para autuá-los.  No município até existe uma proposta que prevê tipos de infração e penalidades conforme o porte do animal, com multas e agravantes em caso de reincidência. Mas, aparentemente não há fiscalização. Os vereadores Victor Carreri, e Ilseu Zapelini voltaram a pedir ao prefeito que o mesmo tome as providências pertinentes e cabíveis relativas ao assunto.


     Repete-se seguidamente solicitação de providências oriundas de vários setores da cidade, inclusive na área central, sobre a presença de animais de grande porte soltos pela área urbana do município. Vale a pena salientar, que tal ocorrência além de ser “ilegal” coloca em risco a população que ocupa as ruas, as calçadas, e muitas vezes até praças. Com relação à “ilegalidade”, os vereadores fazem ressaltar na indicação que o assunto em questão está pacificado pelos Diplomas Legais de números 3.007 de 25 de junho de 2019 e 2047 de 11 de maio de 2020. Mais uma vez, o prefeito de Ibiporã, à exemplo do que faz com na fiscalização do abuso na ocupação das vias públicas, incorre em prevaricação no cargo em mais este tipo de infração. Estaria o prefeito aguardando uma tragédia para depois tentar remediar?
     Em Ribeirão das Neves, o Ministério Público fez convocar todos os proprietários de animais de grande porte no município para uma “Audiência Pública” na prefeitura onde foram reiteradas a legislação e a cabível punição aos responsáveis que não cumprirem a determinação da Lei. Após isso, o prefeito “lavou as mãos” e colocou a fiscalização para trabalhar aplicando multas e apreensões dos animais. Os proprietários não localizados são comunicados por editais e os animais não resgatados vão a leilão popular. Lá acabou esse negócio de “o cavalo é do compadre”!

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!