website page view counter

Folha Regional Online

Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Local

Prefeito José Maria é bombardeado por cobranças da população em sua “Live  semanal”

Na audiência favorável, servidores comissionados, agraciados com favores e puxa sacos

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Prefeito José Maria é bombardeado por cobranças da população em sua “Live  semanal”
Reprodução/Live/04/04/23
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    Este é o panorama da última live do prefeito José Maria na noite de ontem. Quem acompanhou a lista de presenças de sua “audiência”, já notou que a plateia é sempre a mesma, composta por servidores comissionados, os municipes agraciados com favores, e os tradicionais puxa-sacos de sempre acomodados em terceirizadas.  Não chegam a 100 no universo de 50 mil cidadãos do município nem 1% da parcela que votou nele.  Bombardeado por críticas, sua assessoria se dava ao trabalho de ir excluindo as mais pesadas na medida que iam sendo postadas. Censura prévia? Tirem suas conclusões. 
  Se fazendo de rogado ante as cobranças, o prefeito se gaba de suas “obras” que no fundo vão endividar o município por mais de 20 anos, alegando “investimentos” na ordem de R$ 120 milhões e ignorando quem esperava respostas aos questionamentos. Só para lembrar, a Câmara Municipal é corresponsável pelos empréstimos milionários que você, cidadão vai ter que pagar.

  

Alguns comentários que não foram excluídos durante a transmissão

Publicidade

Leia Também:

  
   O que se cobra em questão, não é a importância das obras, mas a ordem das prioridades que não são observadas. Por exemplo a chamada revitalização das avenidas centrais, (Santos Dumont e Paraná) quando um trecho da Ibrahim Prudente está um desastre. Não tem calçada, não tem asfalto que preste, é mina de água que transborda na pista, lixo acumulado nas margens, um caos. E o prefeito que desmanchar calçadas, arrebentar canteiros, derrubar árvores, e fazer asfalto onde não precisa para agradar meia dúzia de empresários que bancam campanha. Até comerciante ganha cargo no primeiro escalão. Vergonha! E a cidade vira um canteiro de obras porque acabou a mamata com mudança da Lei.          Então vamos licitar tudo antes de 1°- de abril, já que “furou a marcha para Brasília”. E os prefeitos queriam mais tempo para rachar nas licitações em ano eleitoral. Sem sucesso!

 
    Dentre as reclamações, o abandono do Jardim Semprebom, Balneário Tibagí, Recanto Boa Vista, Recanto do Engenho, Jardim Municipal, Jardim Pinheiro, Jamil Sacca, entre outros. Administração ganha nota 5,47, na escala de 0 a 10 pelos munícipes em alusão ao mísero reajuste de salário aos servidores municipais. O descontentamento chega num ponto do prefeito ser chamado de “safado”. A que ponto chegamos.
   A população no fundo, não deixa de ter razão. O prefeito já não parece ser o mesmo dos áureos anos, quando se importava com os problemas da cidade. Sua sanha em obras faraônicas (que em cinco anos estão caindo) e que custam milhões aos cofres públicos, tiraram de suas vistas a prioridade principalmente frente ao básico que é a saúde, mantendo uma liderança incompetente a ponto de decretar estado de emergência.         Após quatro meses de chuva já não eram para estar preparados para evitar um surto com ações preventivas? E onde estão elas? Depois do surto é que começa a campanha? O que o impede de mudar o secretariado por quem realmente entende de saúde? É a mesma coisa que ter um arquiteto que em mobilidade urbana só sabe desenhar rotatórias e projetar vaga de cadeirante em frente a poste. Por certo é para impedir o cadeirante de desembarcar. Isto não é crítica, é uma observação da realidade. O prefeito que quer dar lição de Meio Ambiente quando sua administração dá mau exemplo, permitindo cair esgoto no lago, dizimando árvores sadias e deixando lixo amontoado?
     É notório que o prefeito parece ter disposição, mas nota-se que perdeu discernimento e as vezes até a linha de raciocínio. Só não perdeu a arrogância e o autoritarismo que está enterrando sua administração com a opinião pública. Está rodeado de bajuladores e puxa-sacos e não vê a necessidade de fazer o mais simples, como manter a cidade limpa, sobretudo as áreas do município tomadas pelo mato, e a manutenção do básico na saúde. Está prevendo gastar milhões na Festa Junina mas não se vê falar em contratar mais 5, 6 ou 7 médicos. Contratar sanfoneiro a R$ 60 mil reais por uma noite, é cultura!    Contratar 5 pediatras pelo mesmo valor por um mês, é jogar dinheiro fora. É assim que esta  administração vê as prioridades. Dá para escrever um livro aqui com muitos exemplos. Mas o povo assim o escolheu. E cada povo tem o governo que merece. 
    Que bom seria, se o prefeito invertesse um pouco os valores. Não há dúvida que está trabalhando e isso também precisa ser reconhecido. Mas a que custo? Quais prioridades? Porque vai fazer o desnecessário no centro quando na ponta da vila o povo come pó e toma banho de lama.           Sem asfalto, sem saneamento básico, por muitas vezes sem água, sem iluminação e sem esperança. A única coisa que não falta para esta população, é o carnê de IPTU. Este chega, religiosamente em dia com chuva ou sem chuva!
Logo mais, vamos abordar o lado positivo da live. Nem tudo é desgraça, embora pareça!

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Redes Sociais
Comentários:
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!