website page view counter

Folha Regional Online

Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

Local

Decisão regional sobre questões do PL são delegadas ao deputado Bolsonarista Filipe Barros

Prefeito José Maria, busca aliança com PL visando sua reeleição com apoio do PT e partidos de esquerda. Vai rolar?

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Decisão regional sobre questões do PL são delegadas ao deputado Bolsonarista Filipe Barros
Divulgação/Redes Sociais
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

   A possível participação do PL-Partido Liberal em bases que tem o PT e partidos de esquerda como aliados, é fator inadmissível para o presidente nacional da sigla, Valdemar da Costa Neto. Ele deixa claro cada entrevistas que concede, como no programa Amarelas On Air. "Nossa posição política é definitivamente contra o regime de esquerda. Nós não aceitamos a esquerda, não aceitamos esse regime. Em todo o mundo, onde a esquerda governou, as coisas não correram bem. O regime de direita é o melhor, e é isso que defendemos”.

    Durante a entrevista Valdemar reiterou que os parlamentares do PL não podem fazer parte do governo, mas disse que "estarão unidos em questões conservadoras apoiadas pela direita".  Em resumo, entregar o partido nas mãos de aliados que defendem politicas de degeneração sócio-educativas, que comprometem  os valores éticos e morais da sociedade, não está na cartilha do PL. 

   Costa Neto leva isto tanto a sério, que na última terça feira 27, pediu ao deputado Federal Éder Mauro, a destituição do presidente do PL em Meticilândia no Pará, Darci Alves Pereira, conhecido no meio evangélico como "Pastor Daniel".  Darci foi condenado em 1990 a 19 anos de prisão pela morte de Chico Mendes e, na cadeia conheceu o evangelho, converteu-se ao cristianismo tornando-se pastor.  A decisão enérgica deixa claro que ter um ex-criminoso no partido não é tolerável. 

Publicidade

Leia Também:

   A repórter Andréia Sadi do g1, parceiro de notícias deste Portal, o diretório estadual do PL afirmou que Darci já foi destituído do posto ainda ontem, e que a presidência da sigla em Medicilândia será assumida por Valdilene Lambert, vereadora e pré-candidata à prefeitura. O presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, afirmou que desconhecia a informação de que "Pastor Daniel" e Darci Alves eram a mesma pessoa. Daí a decisão. O partido destitui também o Cabo Gilberto, da presidência da legenda em João Pessoa na Paraíba, por defender questões alheias aos interesses do PL.  As duas decisões foram tomadas por Valdemar da Costa Neto com apoio dos companheiros, inclusive o ex-presidente Jair Bolsonaro.

    Em se tratando deste posicionamento da Executiva Nacional do PL, há que se esperar que o partido não tenha dois pesos e duas medidas, considerando que em Ibiporã, o partido esteja passando por cenário bem parecido.  O PL está sem comando desde o último dia 10 quando venceu a provisória que tinha na presidência o ex-vereador Kleber Machado.  Correm pelos bastidores da prefeitura que o Prefeito de Ibiporã,  José Maria Ferreira, busca tomar para seu grupo o partido com a finalidade de engrossar a fileira da esquerda que o apoiam.    

   Por questões partidárias, o deputado Fernando Giacobo, informou ao grupo de Ibiporã que as decisões regionais acerca do Partido Liberal, estariam delegadas ao deputado federal Filipe Barros, reconhecido  como o espelho de Bolsonaro em Londrina e região. Porém curiosamente, o então ex-presidente do PL, Kleber Machado e membros de sua chapa buscam uma reunião com Barros, desde o final do ano passado e não foram recebidos sequer pela assessoria.  

   Segundo Machado, é de conhecimento de Barros, a proximidade do prefeito José Maria com o alto escalão do PT, como os ex-presidiários Paulo Bernardo, André Vargas além de Gleisi Hoffman. Vargas e Bernardo foram condenados e puxaram cadeia pela Operação Lava Jato, em denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República. A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), esposa de Paulo Bernardo foi denunciada duas vezes, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo a construtora Odebrecht e outra por fazer parte do que seria uma organização criminosa integrada por políticos do PT. O terceiro inquérito trata de recursos desviados do Ministério do Planejamento quando seu marido, comandava a pasta. Um ano após a eleição de Lula em outubro de 2022,  um congresso de Ministros do STF-Supremo Tribunal Federal, formados pelo relator Edson Fachin, e os ministros André Mendonça, Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia e Alexandre de Moraes, votaram pelo arquivamento das denúncias contra a cúpula do PT.

    Diante deste cenário, e da postura que o PL tem mantido, era de se esperar que a provisória ficasse em definitivo com a chapa de Kleber Machado porém está destituída. Há rumores de que Barros poderá deixar o PL na próxima janela, e que o partido será entregue ao Pastor da Assembleia de Deus de Ibiporã, José Vilande Neto. Em recente encontro que reuniu dezenas de pastores, o grupo se diz "fechado" com o prefeito e seus aliados esquerdistas e anti-patriotas para a vergonha da comunidade evangélica em Ibiporã.

  Caso isto venha acontecer, fica escancarada a infidelidade partidária de Filipe Barros o que manchará sua reputação de defensor dos valores éticos e morais que a bandeira do PL apregoa por todo o país. A menos que realmente esteja planejando deixar a sigla e os movimentos de direita quem sabe migrando como o prefeito de Ibiporã, para um partido que aceite e agregue todo tipo de parceiros, denunciados e condenados por ações e intensões que a sociedade brasileira patriota em sua maioria tanto repudia. 

    Barros ganhou notoriedade nacional em 28 de abril de 2017 ao repudiar um grupo de sindicalistas comandando um movimento de greve de servidores em Londrina.   Sua atitude "patriótica" o tirou de vereador na Câmara Municipal e o elegeu Deputado Federal com quase 250 mil votos o que leva seus eleitores em Ibiporã a não acreditar que possa entregar o PL a esquerda.   Tentamos contado com os deputados Felipe Barros e Fernando Giacobo através de suas assessorias desde ontem e até o fechamento desta edição, apenas a assessoria de Giacobo informou que estava em reunião, mas até esta manhã não retornou aos questionamentos desta editoria. No gabinete de Felipe Barros, ninguém atende ao telefone.

 

 

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!