website page view counter

Folha Regional Online

Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024

Regional

Paraná é o estado que mais perdeu vacinas contra Covid-19 entre secretarias estaduais por validade vencida, diz TCU

De acordo com o relatório do Tribunal, estado teve que descartar mais de 1,8 milhão de doses entre 2021 e 2022.

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Paraná é o estado que mais perdeu vacinas contra Covid-19 entre secretarias estaduais por validade vencida, diz TCU
AEN/Divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) mostra que o Paraná é o estado que mais perdeu vacinas contra a Covid-19 entre dez secretarias estaduais de Saúde por prazo de validade vencido. De acordo com o levantamento, entre 2021 e 2022, o estado precisou descartar 1.806.624 doses. O número representa 78% dos 2.296.096 imunizantes perdidos entre as dez secretarias.

    O relatório do TCU analisou números de vacinas perdidas contra a Covid-19 por prazo de validade vencido. O TCU não explicou no relatório se houve perdas em outras secretarias estaduais, além dos 10 estados identificados. As informações foram obtidas após o Ministério da Saúde detalhar os estoques vencidos das secretarias estaduais de 26 estados - a pasta não incluiu dados do Distrito Federal.

   Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) disse que analisará "mais profundamente as diretrizes e apontamentos" e que, se necessário, responderá ao órgão de controle.   Para chegar a este número, o TCU analisou planilhas de vacinas das secretarias estaduais elaboradas com dados do Sistema de Informação Insumos Estratégicos (SIES). O Tribunal também analisou a quantidade de doses vencidas nos estoques de secretarias municipais de todo o país e do Ministério da Saúde.

Publicidade

Leia Também:

   Segundo o relatório, ao todo, mais de 54,2 milhões de doses da vacina foram descartadas, um prejuízo calculado em R$ 2,1 bilhões. Os imunizantes foram comprados pelo governo federal e distribuídos aos estados e municípios. Conforme o TCU, 820 milhões de doses foram compradas até dezembro de 2022. O que diz a Secretaria de Saúde "O Paraná estabeleceu uma estratégia de distribuição de referência. As vacinas, assim que chegavam ao Estado pelo Ministério da Saúde, eram rapidamente descentralizadas em até 24 horas, tanto com o apoio das aeronaves do Governo, como pelos caminhões da Secretaria de Estado da Saúde, que fazem o abastecimento de rotineiro de imunizantes e insumos para as 22 regiões de saúde e, consequentemente, aos municípios. Sobre o relatório do TCU, a Sesa vai analisar mais profundamente as diretrizes e apontamentos e, sendo o caso, responder ao órgão de controle".

   De acordo com o boletim divulgado pela Sesa na terça-feira (17), o Paraná registrou mais de 2,9 milhões de casos de Covid-19 desde o início da pandemia. 46.317 morreram por conta da doença no estado. Segundo a secretaria, 10.719.471 pessoas foram vacinadas contra a Covid-19. Julgamento O ministro Vital do Rêgo foi o relator do caso no TCU. Em voto dado durante a sessão desta quarta-feira (18), ele indicou que o Ministério da Saúde deve apresentar, em até 30 dias, um plano de ação com as medidas que serão adotadas.

   A sugestão foi acatada pelos outros ministros do Tribunal, que também recomendaram ao governo federal o desenvolvimento de ferramentas "para mitigação das perdas de vacinas", proporcionando "maior eficiência na utilização dos recursos empreendidos na aquisição de vacinas da Covid-19.

FONTE/CRÉDITOS: José Fernando Ogura/AEN
Comentários:
laboratório
laboratório
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!