website page view counter

Folha Regional Online

Quarta-feira, 29 de Maio de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Regional

Médico Ginecologista é suspeito de abusar sexualmente de pacientes durante realização de exames

Além de médico, Hilton José Pereira Cardim é professor universitário. Investigação aponta que crimes aconteciam no consultório do médico.

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Médico Ginecologista é suspeito de abusar sexualmente de pacientes durante realização de exames
g1/PR/Divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O médico ginecologista, Hilton José Pereira Cardim que também é professor universitário foi preso preventivamente pela Polícia Civil na tarde de ontem acusado de abuso sexual contra oito pacientes em na clínica em que trabalha em Maringá. Defesa disse que investigado nega as acusações.  As denúncias surgiram quando as vítimas perceberem ações estranhas durante as consultas. A repercussão do caso do ginecologista e Obstetra Felipe Sá, réu por abuso sexual, também incentivou as vítimas, de acordo com a polícia. 

   No currículo, Hilton José Pereira Cardim, possui graduação em medicina pela Universidade de São Paulo (1988), mestrado em medicina (obstetrícia e ginecologia) pela Universidade de São Paulo (1995) e doutorado em medicina (obstetrícia e ginecologia) pela Universidade de São Paulo (1999). Entre as especialidades do médico estão no processo de infertilidade, inseminação artificial humana, fertilização in vitro e reprodução humana assistida. Além disso, é professor universitário.

   Em nota, a defesa de Hilton afirmou que não teve acesso ao processo, que tramita em sigilo, e disse ainda que o médico nega os crimes praticados. A defesa também avaliou que a prisão "não possui requisitos legais". A reportagem aguarda o posicionamento do Conselho Regional de Medicina (CRM) para comentar sobre o caso. A Polícia Civil tem 10 dias para concluir o inquérito sobre o caso. Conforme a delegada responsável, se denunciado e condenado, ele pode responder por de violência sexual mediante fraude. A pena para estes crimes varia de dois a seis anos de prisão.

Publicidade

Leia Também:

    A delegada Paloma Batista, (foto acima) responsável pelo caso, afirmou que os crimes que o médico é suspeito aconteceram dentro do consultório do profissional, segundo as denúncias recebidas. De acordo com as vítimas, os abusos aconteceram em datas dos anos de 2011, 2015, 2019, 2022 e 2023. "Elas relatam que iam até esse médico acompanhadas do marido ou do namorado. Assim que pegavam uma certa confiança nele, passavam a ir sozinhas. Nessa consulta que iam sem os acompanhantes, as vítimas afirmam que o médico dizia que precisava examiná-las. Ele se posicionava atrás e friccionava o órgão genital. Todas afirmam que ouviam uma respiração ofegante dele", disse.

   Em depoimento, ele negou as acusações e disse que não ficava sozinho com as pacientes durante as consultas. De acordo com a delegada, a versão é diferente do que foi contado pelas vítimas à polícia. "Acreditamos que há muito mais vítimas. Em outra ocasião, apreendemos documentos e imagens de câmeras de segurança, que vão passar por perícia", observou.

Médico ganhava a confiança das vítimas

  Segundo a delegada, os relatos das vítimas citam situações similares quanto a abordagem do médico e acusações de abuso. "O profissional olhava os exames e dizia que precisava examinar. Ele realizava o procedimento de ausculta, então a vítima ficava em uma posição vertical, ele se posicionava atrás dele e friccionava o órgão genital. Todas elas relatam que o profissional dava um tom mais ofegante na voz", falou. Os acompanhantes das pacientes aguardavam do lado de fora até o procedimento ser finalizado. Médico foi alvo de apreensões em fevereiro Em 1° de fevereiro, a polícia cumpriu dois mandados de busca e apreensão na casa e no consultório do médico. No cumprimento das ordens judicias, os agentes apreenderam celulares e documentos.

 
FONTE/CRÉDITOS: g1/PR
Comentários:
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!