website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Local

Investigação aponta falha na condução de avião que caiu e matou uma pessoa, em Arapongas

Cenipa afirma que Luiz Carlos Vieira, de 51 anos, que morreu no acidente, não tinha registro para pilotar a aeronave.

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Investigação aponta falha na condução de avião que caiu e matou uma pessoa, em Arapongas
Divulgação/Cenipa
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira (FAB), concluiu que houve "uma inadequada aplicação dos comandos de voo" pelo homem que pilotava ao avião de pequeno porte que caiu em Arapongas, norte do Paraná.

  O acidente foi em junho de 2022, no Aeroporto Municipal da cidade, e matou o instrutor de paraquedismo Luiz Carlos Vieira, de 51 anos, que pilotava o avião. Segundo o Cenipa, ele não tinha habilitação de piloto. Na aeronave estavam também o filho de Vieira, de 18 anos, e outro homem que, de fato, é piloto. Os dois ficaram feridos, mas sobreviveram.  O relatório de investigação, obtido pela reportagem aponta que o piloto tinha o registro para dirigir a aeronave e deixou Vieira assumir o comando do voo.

   Segundo os investigadores do Cenipa, essa atitude contribuiu para o acidente. "Após um primeiro toque na pista, o condutor tentou realizar uma arremetida, e, nesse momento, perdeu o controle do avião. A dinâmica do acidente, associada ao fato de o condutor não possui licença ou habilitação de piloto, levou os investigadores a concluir que, uma inadequada aplicação dos comandos de voo resultou na perda do controle do avião. Dessa forma, o fato do piloto ter permitido que uma pessoa não detentora da licença assumisse os comandos caracterizou uma atitude complacente em relação à segurança da operação", diz o documento.

Publicidade

Leia Também:

   A investigação foi encerrada em setembro de 2023. Luiz Carlos Vieira tinha 51 anos e morreu no acidente. A investigação do Cenipa não identificou falhas na estrutura do avião. No dia da queda, o tempo estava bom e não ventava forte. Na época, testemunhas disseram que a aeronave ficou sobre o corpo de Luiz Carlos Vieira, que morreu no local. As outras duas vítimas foram liberadas no mesmo dia do hospital. 

FONTE/CRÉDITOS: g1/PR
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!