website page view counter

Folha Regional Online

Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Local

Complexo viário com rotatória no entorno do cemitério vai custar mais de R$ 1 milhão de reais

Tempo instável com muitas chuvas tem prejudicado o andamento da obra que desviará rota de ônibus para rodoviária

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Complexo viário com rotatória no entorno do cemitério vai custar mais de R$ 1 milhão de reais
Folha Portal/Ely Damasceno
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    O complexo viário que agregará mais uma rotatória na cidade já está em andamento.  A obra apesar do mau tempo, segue em ritmo satisfatório na confluência da avenida Engenheiro Francisco Beltrão, com a rua da saudade ao lado do cemitério São Lucas.  Além da grande rotatória que deverá ser a nova entrada da cidade, um pequeno canteiro deve separar as duas pistas que darão acesso ao centro, bem como a saída via Beltrão para o trevo de acesso a Jataizinho.

   Esta obra vai custar aos cofres públicos mais de R$ 1 milhão de reais, (R$ 1.154.818,44 - Um milhão, cento e cinquenta e quatro mil, oitocentos e dezoito reais e quarenta e quatro centavos) e está sendo executada pela empresa A.R. Construtora de Obras Ltda, com sede em Castro/PR. Várias máquinas estão trabalhando  o local abrindo as novas ruas e acessos à Br-369, o que deverá intensificar o fluxo de veículos na frente do cemitério o que exigirá uma sinalização complexa.  Por ali deverão ser desviado o tráfego de caminhões e ônibus sentido centro da cidade ou saída para Sertanópolis.

Publicidade

Leia Também:

    Por consequência desta obra, a entrada de acesso ao estacionamento do cemitério foi parcialmente interditado, uma vez que as máquinas estão trabalhando no alargamento da via, obrigando aos visitantes acessarem o estacionamento pelo trevo de acesso a APAE.  No entorno do cemitério já foram executados o assentamento de paver, porém há muita ondulação no piso.

    Sem falar na aplicação do piso tátil, para cegos que foram assentados praticamente no alinhamento das árvores, o que poderá provocar um acidente visto que não há espaço suficiente para uma pessoa passar entre as árvores orientando-se pelo piso.  Serviço aparentemente sem planejamento, sem fiscalização, mau feito, e um lamentável desperdício de dinheiro público. E vem mais paver por aí... todo o entorno do novo complexo deverá receber o calçamento padronizado.

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!