website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Regional

Cobra da espécie Píton-indiana de 2 metros é capturada em terreno baldio, em Apucarana

Biólogos explicam que espécie pode trazer risco para fauna brasileira

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Cobra da espécie Píton-indiana de 2 metros é capturada em terreno baldio, em Apucarana
g1/PR
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    Uma cobra píton-indiana de cerca de 2 metros foi encontrada em um terreno baldio, em uma área urbana de Apucarana, no norte do Paraná. Um biólogo fez o resgate, na quarta-feira (6). Espécie é exótica no Brasil e pode desequilibrar a fauna local. O animal (Phyton molurus) é considerado um dos maiores do mundo e pode chegar a quase cinco metros de cumprimento.

   Segundo o biólogo Fernando Felipe, que fez o resgate do animal, disse que a criação do animal no Brasil é proibida e pode causar um desiquilíbrio ambiental. "Esse animal pode destruir a fauna local por causa da proliferação descontrolada, uma vez que não precisa do macho para se reproduzir", disse. Conforme Felipe, o animal pode ter escapado de um terrário irregular e encontrado um local fresco. Após a captura, o animal foi levada para a Secretaria de Meio Ambiente do município e encaminhada para o Hospital Veterinário da Unifil, em Londrina.  O dono do animal não foi localizado. 

Risco para natureza

Publicidade

Leia Também:

    O biólogo explicou que a espécie é exótica no Brasil, originária do continente asiático. "Uma das características das Pitons é que elas podem ter filhotes sem ter o macho, então é perigoso esse animal escapar na natureza e proliferar no local e acabar com a fauna local", explicou. De acordo com o Instituto Água e Terra (IAT), a criação no Brasil é proibida. No Paraná, por exemplo, existe uma resolução do SEDEST/IAT 06/2023 que é proibida para criação comercial. Para outros animais exóticos, é obrigatório ter nota fiscal, documento de origem emitido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o animal tem que estar microchipado.

 

FONTE/CRÉDITOS: g1/PR/Folha Portal
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!