website page view counter

Folha Regional Online

Terça-feira, 16 de Abril de 2024
King Pizzaria & Choperia
King Pizzaria & Choperia

Local

Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Taquara do Reino é alvo de questionamentos

Segundo denúncia, alto custo do serviço não justifica para atender somente três crianças que poder ser atendidas no centro

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Taquara do Reino é alvo de questionamentos
Arquivo.net
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

     O Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Taquara do Reino voltou a ser alvo de questionamentos quanto a sua função em relação ao custo benefício. Mantido pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Ibiporã, o alto custo para manutenção do serviço além do aluguel do imóvel não faria jús a sua manutenção, aponta uma servidora da educação que hoje vê desnecessário o serviço", denuncia.

    Segundo ela, o serviço atende apenas uma criança pela manhã, e duas à tarde e o fechamento do local por falta de usuários já foi tema de discussão em reuniões da comunidade. Entretanto por conta de uma funcionária que reside na região, o prefeito tem mantido o serviço caro e desnecessário apenas para atender a servidora. "O Centro de Convivência seria um fator positivo se houvesse demanda, mas hoje não há mais. Estas três crianças poderiam ser atendidas na unidade do CCFV que sairia muito mais barato", diz a professora que não quer se identificar por temer represálias. 

    Ela aponta que na gestão do ex-prefeito João Toledo Coloniezi, o CCFV oferecia oficinas de dança, capoeira, teatro, percussão, artes visuais, artes circenses, aula de canto, entre outras e hoje não há demanda para oferecer toda essa gama de serviços que custa caro para os cofres públicos. O centro já foi fechado uma vez e reaberto na gestão passada por conta de uma demanda que hoje não existe mais. Antes disso as atividades eram realizadas na unidade do Centro de Ibiporã, o que era bastante cansativo para alguns. Hoje nem a comunidade local tem disposição ou tempo para participar das atividades.

Publicidade

Leia Também:

  O Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, teoricamente deveria ser um local com equipes multidisciplinares que possam oferecer cuidado, proteção e assistência social. Pode ser categorizados como albergue, república, ou abrigos institucionais, casas lar, casas de passagem ou residências inclusivas. Também pode funcionar como unidade de acolhimento temporário de pessoas em situação de vulnerabilidade social, como crianças, adolescentes, pessoas em situação de rua e idosos em risco. O objetivo principal que deveria ser a reintegração familiar ao que tudo indica, não acontece.

 

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!