website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024

Local

Caminhonete de idoso encontrado morto no Rio Tibagi com mãos e pés amarrados é localizada em Londrina

Roque Miguel Bronque, de 72 anos, estava com sinais de violência no corpo. Companheira dele também está desaparecida, de acordo com delegado.

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Caminhonete de idoso encontrado morto no Rio Tibagi com mãos e pés amarrados é localizada em Londrina
Divulgação g1PR
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    A caminhonete do idoso Roque Miguel Bronque, de 72 anos, encontrado morto no Rio Tibagi em Jataizinho, no norte do estado, foi recuperada pela polícia na manhã desta segunda-feira (8) em um terreno com várias casas, em Londrina.   De acordo com a Polícia Militar (PM-PR), o corpo do idoso foi encontrado no sábado (6), à margem do rio na região da Estrada Jacutinga.

   Conforme o registro inicial da ocorrência, a vítima estava com mãos e pés amarrados. Ainda de acordo com o delegado, a vítima tinha uma companheira, que também está desaparecida. O nome dela não foi divulgado. Conforme o delegado Vitor Dutra, responsável pelo caso, uma denúncia anônima levou os agentes até o terreno onde o veículo estava.

   Desde que o corpo de Roque foi encontrado, a polícia trabalha com a hipótese de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. "A gente vai tentar identificar sinais digitais no carro para ajudar na identificação do autor do crime", falou. Na carroceria do carro, os policiais encontraram objetos roubados da casa do idoso. Em frente de uma das casas onde a caminhonete estava estacionada, duas mulheres foram levadas para delegacia prestar depoimento, mas elas negaram ter conhecimento sobre o caso.

Publicidade

Leia Também:

   Afirmaram, também, que estavam no local bebendo e usando drogas. Documentos e outros materiais no imóvel foram apreendidos e serão incluídos nas investigações.  Inicialmente, segundo o delegado, o homem era procurado pela polícia como pessoa desaparecida, a partir de um boletim de ocorrência feito pela família. "Ele estava dentro do rio e havia sinais de crueldade, inclusive mãos amarradas, um saco enrolado na cabeça", falou. Pelas redes sociais, a família de Roque informou que o corpo dele foi sepultado no domingo (7), no Cemitério Municipal de Wenceslau Braz.

Local onde o corpo foi encontrado Reprodução Vídeos mais assistidos do g1 PR

FONTE/CRÉDITOS: Mônica Dau/RPC
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!