website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024
laboratório
laboratório

Local

Câmara recebe denúncias graves contra administração na Secretaria Municipal de Saúde

Dossiê com mais de 60 páginas aponta desmandos, perseguição política e improbidade administrativa

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Câmara recebe denúncias graves contra administração na Secretaria Municipal de Saúde
Divulgação NCI
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    A capivara é grande, na medida da denúncia de desmandos praticados na saúde desta administração e à vistas grossas do prefeito. O assunto é complexo e grave. Digno de ser analisada minuciosamente pelo Ministério Público. Mas deve seguir várias variantes, dado a complexidade do problema que pode estar colocando em risco a vida de no mínimo, mais de 70 pacientes de Ibiporã com problemas cardíacos.  

   Dizer que é caso de polícia é pouco. E, sem nenhum exagero, o que se arrasta pelos últimos dois anos e meio chegou num ponto insustentável, que pede solução urgente. Já não é mais caso de saúde pública. É um crime contra a sociedade.  Trâmites internos que deveriam ser observados e providências tomadas deram lugar ao descaso, desmando administrativo, assédio moral, coação, perseguição política, intimidação, e improbidade administrativa.

    O dossiê protocolado na Câmara com mais de 60 páginas aponta em detalhes a grave situação que com certeza deve ser encaminhado a Promotoria com cópia para a Corregedoria do Ministério Público. O documento foi protocolado por uma médica cardiologista do CREMI- Centro de Referência e Especialidades Médicas de Ibiporã. e entrou na pauta da sessão da última segunda-feira. Em retaliação,  a médica relata que já teve seu loguin de acesso bloqueado no sistema de saúde onde encontram-se os prontuário de seus pacientes, agendamentos e exames. Isso é absolutamente contrário ao espírito democrático que deveria reger o bom funcionamento  de um serviço de saúde pública que de forma supostamente irresponsável vem se sobrepondo as necessidades da população.

Publicidade

Leia Também:

    O protocolo pede despacho urgente, inclusive com ciência da Comissão de Saúde e Assistência Social, supostamente também conivente junto com o prefeito com  práticas repudiadas veementemente pelo Código de Conduta Ética na prática da Medicina. O caso requer a abertura urgente de processo disciplinar administrativo bem como a instauração de uma Comissão Especial de Investigação para a apuração dos fatos e imputar responsabilidades.  A denúncia implica a condução da administração municipal no âmbito da saúde de modo que se faz imperativo o imediato afastamento da secretária, Sra. Leiliane de Jesus Lopes Vilar, a fim de que não venha interpor interferência nos trabalhos de investigação da Comissão que deve-se imediatamente ser instaurada pelo Legislativo.  O documento é direcionado à presidente Maria Aparecida Galera (PTB), da qual espera-se providências urgente, sem rodeios, e sem interferência do prefeito.

    Fica agora ao encargo do Legislativo as primeiras providências designando à Comissão de Saúde da casa, nomear relator e abrir os processos necessários que o caso exige.  “O médico não pode, em nenhuma circunstância ou sob nenhum pretexto, renunciar a sua liberdade profissional, nem permitir quaisquer restrições ou imposições que possam prejudicar a eficiência e a correção de seu trabalho”, reza parte do protocolo.
    A médica denuncia ingerência administrativa que coloca em risco a vida de cidadãos, e reafirma sua posição de que "nenhuma disposição estatutária ou regimental limitará sua atuação profissional no exercício da medicina  em relação aos pacientes".  Após dois anos e meio tendo seu trabalho prejudicado por práticas contrárias ao bom andamento do serviço público de saúde onde se infringe toda a espécies de protocolos, não resta senão comunicar as autoridades cabíveis.  Os detalhes do que vinha ocorrendo neste caso  vamos relatar aqui em doses homeopáticas até porque, exposto tudo de uma só vez, é quase inacreditável..., é revoltante! Sem dúvida um ato de muita coragem e responsabilidade profissional desta médica. 

FONTE/CRÉDITOS: Folha Portal/Ely Damasceno
Comentários:
Ely Damasceno

Publicado por:

Ely Damasceno

Bacharel em Teologia Theological University of Massachussets USA 1984/1990. Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Repórter Gaz.Esportiva, Diários Associados, Estadão/SP, Jornais Dayle Post, em Boston-USA e Int.Press Hyogo-Japão

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!