website page view counter

Folha Regional Online

Domingo, 2 de Junho de 2024

Palmeiras

Palmeiras dá o troco no Santos, vence clássico no Allianz e é "Tricampeão Paulista"

Torcida do Santos que comemorou o título antecipadamente, teve seu troco no jogo de volta; árbitro não deu pênalti escandaloso em Flaco Lopes

Ely Damasceno
Por Ely Damasceno
Palmeiras dá o troco no Santos, vence clássico no Allianz e é
Gazeta Esportiva
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

    O Palmeiras é tricampeão do Campeonato Paulista! Neste domingo, o Verdão venceu o Santos por 2 a 0, no Allianz Parque, pelo jogo de volta da grande final e conquistou o título do Estadual. Os gols foram de Raphael Veiga e Aníbal Moreno. Na ida, o Peixe havia vencido por 1 a 0. Ou seja, o agregado ficou 2 a 1 para os palestrinos.

Assim, o Alviverde chega ao seu 26º título do Campeonato Paulista. O time é o segundo clube com mais canecos, ficando apenas atrás do Corinthians, que tem 30. O Santos segue com 23.  Além disso, essa é a segunda vez na história que o Palmeiras conquista o Paulistão pelo terceiro ano seguido. O clube alcançou o feito em 1932, 1933 e 1934.

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira, quando recebe o Liverpool-URU, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. A bola rola no gramado do Allianz Parque a partir das 21 horas (de Brasília).   O Santos, por sua vez, estreia na Série B do Campeonato Brasileiro no final de semana dos dias 20 e 21, contra o Paysandu, na Vila Belmiro. A CBF ainda não detalhou a rodada.

O jogo

Precisando marcar gols, o Palmeiras tentou pressionar nos primeiros minutos da partida. Mas, quem acabou chegando com perigo pela primeira vez foi o Santos. Com apenas cinco minutos, Otero recebeu na direita em rápido contra-ataque e tentou o chute, porém foi travado. No rebote, Pituca bateu com  categoria e obrigou Weverton a fazer grande defesa.

O Verdão respondeu logo na sequência. Depois de bola alçada na área, Veiga ajeitou e Mayke soltou uma bomba. A bola até passou por João Paulo, contudo Gil apareceu em cima da linha para tirar de cabeça. A partir de então, os donos da casa passaram a dominar a posse de bola, mas com dificuldades de criar chances reais. Com isso, o Peixe foi se soltando e tomando gosto pelo ataque. João Schmidt teve uma boa oportunidade aos 23 e viu seu arremate ser travado.

   Então, aos 27, foi a vez do Palmeiras explorar o contra-ataque. Weverton bateu tiro de meta rápido e lançou Endrick. O garoto ganhou na velocidade e foi derrubado por João Paulo na área. Raphael Claus foi chamado para rever o lance no VAR e deu pênalti, Na cobrança, Veiga abriu o placar para os anfitriões.   Aos 35, quase saiu o segundo. Endrick foi acionado na área e deu belo toque para Mayke, que cruzou rasteiro. Lázaro tentou de letra, porém furou. Nos acréscimos, Piquerez soltou uma pancada de fora da área e João Paulo espalmou para escanteio. Na cobrança, Endrick testou pelo lado, com perigo.

2º tempo

    Na volta do intervalo, o Santos tentou se lançar um pouco mais. Com dois minutos, Otero cobrou falta com veneno e Weverton defendeu. O Palmeiras respondeu na sequência. Endrick disparou pela direita e ajeitou para a finalização de Aníbal Moreno, que mandou por cima.  E o jogo seguiu aberto. Aos seis, Guilherme puxou ataque pela esquerda, invadiu a área e parou no goleiro alviverde. No lance seguinte, Piquerez arriscou de longe e tirou tinta da trave.

    Com o relógio marcando 12 minutos, o Alvinegro Praiano teve uma chance de ouro. Morelos recebeu na ponta da área, a bola foi de pé em pé até chegar na medida para Otero. O atacante tentou duas vezes. A primeira foi travada pela marcação e, na segunda, Mayke tirou em cima da linha.  Aos 20, o Verdão desceu pela esquerda com Luis Guilherme, que foi travado por Gil. No rebote, Endrick mandou uma bomba na rede pelo lado de fora. O único erro da arbitragem foi não dar um pênalti escandaloso sobre Flaco Lopes ao receber uma "cama de gato" dentro da área após receber um cruzamento de Mayke.  O árbitro só não marcou porque já havia apitado uma penalidade.

Já aos 21, saiu o segundo gol dos mandantes. Após cruzamento para a área, Flaco desviou para o meio e Aníbal Moreno chegou completando para o fundo da rede. Em desvantagem, o Santos partiu para a pressão em busca de um gol salvador. A equipe de Fábio Carille rondou a área alviverde e explorou a bola aérea, mas teve dificuldade para assustar o arqueiro rival.

Do outro lado, o Palmeiras quase matou a partida aos 42, Luis Guilherme puxou contra-ataque e tocou na medida para Mayke, sozinho na área. O lateral chutou em cima de João Paulo.   Nos acréscimos, o Peixe se lançou ainda mais para o ataque, contudo nada foi suficiente para reverter a vantagem do Palmeiras, que se consagrou campeão paulista pelo terceiro ano seguido.

Ademir da Guia, Fernando Prass, Marcão e Galeano entraram em campo com a Taça do Paulistão

FONTE/CRÉDITOS: Gazeta Esportiva
laboratório
laboratório

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!